Gestão de estoque: 5 dicas para organizar a sua loja no começo do ano

Gestão de estoque: 5 dicas para organizar a sua loja no começo do ano

Confira nossas dicas de gestão de estoque e deixe sua loja pronta para aumentar as vendas

Ter um estoque organizado é a peça-chave para o sucesso da loja. Ao contrário do que muitos imaginam, essa organização não envolve apenas a estética do local, mas também as estratégias de vendas.

Isso porque uma gestão de estoque eficiente impacta desde o atendimento ao cliente até às tomadas de decisão do negócio. Pensando nisso, trouxemos cinco dicas para você organizar a sua loja no começo do ano. Acompanhe!

gestão-de-estoque-loja-roupas

1. Comece pelo inventário

Independentemente do segmento da loja, o inventário é essencial para melhorar a gestão do estoque. O processo consiste em listar todos os produtos que estão estocados para que seja possível registrar as movimentações de entradas e saídas e a quantidade de produtos existentes.

O ideal é que o inventário seja feito constantemente. Mas a frequência pode ser definida de acordo com o fluxo de itens. As informações coletadas ajudam no controle de armazenamento e evitam prejuízos.

2. Crie categorias para melhorar a gestão de estoque

Para facilitar o gerenciamento e a organização do estoque, é importante criar categorias. Essa etapa vai depender do tipo de produto, mas, normalmente, a classificação é por tamanho, cor, gênero, descrição e código.

Dessa forma, você consegue saber se algum item está em falta e qual tem pouca circulação. Além de, claro, acompanhar todo o ciclo de vida dos produtos e ter mais agilidade na hora de encontrá-los.

 3. Identifique a sazonalidade dos produtos

Em determinadas épocas do ano, é comum que alguns itens tenham mais saídas do que outros. Geralmente, isso acontece nos ramos de vestuário, como roupas e calçados. A sazonalidade dos itens também deve ser considerada na gestão de estoque — ainda que ela dependa das tendências de consumo. 

Sendo assim, é interessante compreender quais são os produtos sazonais para organizar o estoque. Para isso, é importante conhecer o público-alvo, a forma como as pessoas consomem determinados itens e qual é o melhor momento para fazer a distribuição de acordo com a época.

4. Organize as entradas e saídas dos produtos

Demarcar quais produtos entram e saem parece simples (e até óbvio), mas, muitas vezes, é uma ação negligenciada pelos lojistas. É importante destacar que fazer esse processo evita prejuízos para o negócio, então precisa ser seguido à risca.

Com base nas informações sobre quais produtos têm mais saídas, por exemplo, é possível prever a reposição. Além disso, indica quais deles devem ter fácil acesso para agilizar a retirada e até mesmo saber quais merecem um lugar especial na vitrine.

5. Treine os funcionários para manter a gestão do estoque em dia

Inventário feito, itens sazonais identificados e entradas e saídas definidas. Agora, imagine que um funcionário que não está a par da importância da gestão do estoque, comece a distribuir os produtos de forma pouco otimizada. Todas as ações terão sido à toa, certo?

Então, é muito importante treinar os funcionários para que eles também compreendam que a gestão precisa ser seguida para que o trabalho flua melhor. Promova diálogos sobre o assunto, esclareça as possíveis dúvidas e ouça o que os colaboradores têm a dizer. Como eles estão no dia a dia do processo, podem contribuir para uma melhor organização e eficiência.

A gestão de estoque vai além da disposição dos produtos em um espaço. É uma etapa estratégica, que fornece uma visão completa do negócio: itens mais vendidos, produtos com poucas saídas, objetos que mais sofrem defeitos, entre outras informações relevantes que impactam diretamente a tomada de decisão da empresa.

 

Gostou das dicas deste post? Compartilhe a sua opinião nos comentários para trocarmos experiências!

Deixe um Comentário

Seu e-mail não será publicado.

WhatsApp chat